Aviso aos Fumantes!

Bom dia leitores, com o final de semana chegando venho trazer um aviso aos Fumantes eu ¬¬-~

Verdades e Mentiras
A perseguição desmesurada aos fumantes tem causado uma série de casos de abuso, desrespeito, crueldade, autoritarismo, violência e violação dos mais básicos direitos humanos. A grande imprensa, movida pelo sentido do "politicamente correto" e temente da reação barulhenta e passional de governantes e entidades de combate ao fumo, raras vezes apresenta estes casos e as razões que os fazem ocorrer -- uma grande combinação de interesses, argumentos enganosos e muita hipocrisia. E com base em ideias falsas ou unilaterais, tenta-se transformar em criminosos cidadãos de bem que têm sentimentos, que têm amigos, que têm voto e que contribuem para o crescimento do Brasil como quaisquer outros.


Não-fumantes custam mais para a saúde pública
Verdades e Mentiras - Pseudociência


Quem diz que os fumantes custam caro para os hospitais públicos deveria usar um pouquinho os neurônios. A americana Sally C. Pipes, presidente do Instituto de Pesquisas do Pacífico e autora do livro "Os Dez Maiores Mitos do Sistema de Saúde Americano", publicou no jornal Washington Examiner no dia 30 de agosto um artigo em que mostra que, caso viva sete anos a mais que um fumante, um não-fumante vai custar cerca de US$ 100.000 dólares a mais para a saúde pública.

"Estender a longevidade tende a aumentar o gasto geral com saúde", argumentou a pesquisadora em seu artigo. "Doenças como Alzheimer, osteo-artrite, osteoporose e câncer de próstata fazem os anos finais da vida incrivelmente caros. O não-fumante médio que vive até os 84 anos vai exigir em torno de US$ 100.000 dólares a mais em despesas médicas do que o fumante médio que morrer sete anos antes por causa de seu mau hábito."

Para exemplificar o tipo de mitologia criada para sustentar leis e programas que se dizem saudáveis, tanto no Brasil como nos Estados Unidos, Sally mencionou o que já foi feito para tornar os americanos mais conscientes sobre o que comem. "Há quinze anos, o governo federal começou a exigir que os fabricantes de alimentos colocassem nos rótulos informações nutricionais e calóricas. Desde então, os americanos têm acesso a um monte de dados em cada barra de Snickers e pacotinho de Cheez Doodles. Mas os rótulos não nos deixaram mais saudáveis. De fato, estamos realmente mais gordos -- desde o advento dos rótulos nutricionais, a porcentagem de americanos obesos aumentou em dois terços. Com os programas antifumo, a história é similar".

A cientista não condena a adoção de medidas de prevenção na saúde pública, mas afirma que os argumentos para a implementação de algumas dessas medidas são mentirosos. "Esforços preventivos podem reduzir dor e sofrimento e melhorar a qualidade de vida -- o que é uma justificativa suficiente. Mas essa não é a justificativa que Washington está oferecendo. Em vez disso, os legisladores estão tentando nos vender a idéia sedutora, mas na verdade falsa, de que os dólares pagos pelo contribuinte e gastos em prevenção podem permitir economia a longo prazo. Nós vamos enfrentar um déficit federal alucinante e impostos mais altos para todos os americanos se as ideias de Obama para reforma da saúde pública forem implementadas".

4gifs.com

3 comentários:

Anônimo disse...

1. os sistemas de saúde brasileiro e amewricano sao COMPLETAENTE diferentes...
2. o objetivo de um sistema de saude eh gerar aumento da expectativa de vida e da qualidade de vida...

Anônimo disse...

Primeiro, Brasil tbm é América então cite estadunidense por favor. Segundo é difícil dizer se será gerado um lucro ou não com a espectativa de vida aumentada, mas o que o governo deve fazer é preservar a saúde de uma pessoa sem tirar seus direitos!

juliano disse...

TOTALMENTE TENDENCIOSO

Postar um comentário

Ocioso

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!